Em um mundo cada vez mais móvel, as pessoas acessam à internet a qualquer hora e em qualquer lugar. O tráfego de dispositivos móveis, que cresce a cada momento representou, no ano passado, 39% de todo o acesso à rede. A previsão dos especialistas é que em cinco anos existam mais dispositivos móveis ligados à internet do que habitantes na terra. São milhares de consumidores que buscam informações de produtos, preços e realizam compras com um simples toque de dedo. Esse mundo cada vez mais conectado e móvel impacta diretamente empresas e marcas.

Nesse contexto, para poder entender o que os consumidores querem, é preciso saber onde eles estão. Por isso, hoje, a localização passou a ser nova busca. “No mundo mobile, a localização é a melhor forma de entender o interesse do consumidor, por ela estar sempre ativa e não necessitar de nenhuma ação do usuário”, explica André Ferraz, CEO e co-fundador da In Loco Media, maior rede de publicidade mobile do Brasil.

A In Loco Media é detentora da tecnologia de geolocalização para smartphones mais precisa do mundo, com precisão média entre um e três metros apenas. São mais de 5 milhões de estabelecimentos mapeados pela empresa, que é líder global do mercado de geolocalização indoor. Em apenas 1 ano desde o seu lançamento, a In Loco Media, também possui a maior rede de aplicativos mobile do Brasil, mais de 300, com 40 milhões de usuários ativos e 3 bilhões de impressões mensais.

A tecnologia In Loco ganhou o mundo e a companhia foi nomeada no Festival Cannes Lions deste ano como uma das 10 empresas mais promissoras do mercado publicitário, globalmente. Isso porque a solução da In Loco é vista como a evolução do iBeacon, criado pela Apple, um dispositivo que consegue mandar mensagens para smartphones. “Nossa tecnologia tem a mesma precisão da solução da Apple, mas funciona sem necessitar de nenhum equipamento, o que elimina os custos. Isso nos permitiu assumir a liderança nesse mercado com muita velocidade”, explica Ferraz.

A empresa foi criada em Recife, por alunos de graduação em Ciência da Computação da Universidade Federal de Pernambuco. Atualmente, a In Loco está instalada no Porto Digital. A capital pernambucana é referência no país no desenvolvimento de tecnologias da informação e comunicação, com uma forte vocação para a inovação. O Porto Digital, criado no ano 2000, já foi considerado pela revista americana Business Week como um dos parques tecnológicos mais inovadores do planeta.

Mais recentemente, a empresa venceu dois de cinco ouros como melhor case mobile nas categorias de geração de leads e geolocalização no Smarties Awards LATAM, principal evento de premiação do mercado mobile, promovido pela Mobile Marketing Association (MMA).

Como funciona a tecnologia de localização?

A tecnologia funciona baseada no processamento de sinais de Wi-Fi, acelerômetro (sensores de movimento) e campo magnético recebidos pelo celular. A solução é a mais avançada do mundo e vem sendo desenvolvida há mais de 4 anos, tendo recebido diversos prêmios internacionais como o de tecnologia mais precisa do mundo no IPSN 2014 (Microsoft, IEEE e ACM), em Berlin.

A frequência de wi-fi mensura a potência dos roteadores. Ou seja, quanto mais intenso for o sinal do usuário, mais próximo ele estará do local. A tecnologia In Loco utiliza dois sensores que nunca são desligados. Um deles é o Acelerômetro, que é o sensor de movimento do celular e conseguindo entender vibrações e movimentos do usuário como correr, subir escadas, etc. O outro sensor é o de campo magnético que lê as distorções do campo magnético da terra no local para validar a posição do usuário, já que cada local físico tem um conjunto único de distorções, funcionando como uma “impressão digital” do local.

Com essa tecnologia, marcas e empresas conseguem segmentar as ações em pré-targeting, in loco e retargeting off-line. Mensalmente, a In Loco registra 25 milhões de visitas a shoppings, 40 milhões a supermercados, 8 milhões a concessionárias de veículos, 32 milhões a lojas de departamentos e 18 milhões a aeroportos. A comercialização da tecnologia da In Loco Media é feita nos formatos CPM (custo por mil impressões), CPC (custo por clique) e CPD (custo por disparo de notificação Push).

Pré-targeting: uma tendência na publicidade digital

Com a análise do histórico dos usuários, o Pré-targeting da In Loco atinge as pessoas mais propensas a ir a um determinado local. Com o pré-targeting, é possível captar o consumidor antes que a concorrência consiga atraí-lo. Isso é feito com uma análise do comportamento online e off-line do consumidor. Utilizando-se da localização indoor, é possível traçar qual a probabilidade dele se interessar pelo produto e a publicidade passa a ser direcionada para a pessoa certa no momento certo.

A P&G, em parceria com a agência África, utilizou a estratégia de pré-targeting off-line da In Loco Media para a divulgação da campanha Love Encounter. O objetivo era promover o Shampoo Head & Sholuders. Os estabelecimentos selecionados foram as farmácias e mercados da grande São Paulo. Em dezembro de 2014, cerca de 20% dos usuários impactados foram até um desses estabelecimentos em até duas horas após receberem o anúncio. Já em janeiro de 2015, a campanha foi otimizada e a taxa de visitas aumentou em mais de 50%.

Em janeiro, a ação obteve 31% de taxa de acerto para farmácias, 1801 pessoas foram até uma farmácia em até duas horas após clicar no anúncio, e 32% de taxa de acerto para supermercados, 2822 pessoas foram até um mercado em até duas horas após o clique no anuncio.

joel

Campanha da P&G, em parceria com a agência África, para promover o shampoo Head & Shoulders


In Loco: o poder da publicidade precisa

precisa
A tecnologia da In Loco em um shopping center. As linhas com vários pontos são as rotas que o usuário realizou, calculadas pela tecnologia que utiliza os sinais do acelerômetro. O ponto verde é a localização real do usuário.

Os consumidores são bombardeados diariamente com todos os tipos de anúncios que na maioria das vezes não interessam no momento. Por isso, eles estão cada dia mais seletivos. Mas, impactá-los no momento exato com a informação que eles desejam é o sonho de todas as marcas. Com a tecnologia In Loco, de localização indoor, em que é possível saber onde o consumidor está, com um erro apenas de um a três metros, é possível enviar a mensagem certa no momento certo.

O processo in loco consiste na utilização da tecnologia de localização indoor para direcionar uma determinada campanha para pessoas muito específicas e com uma grande propensão a não somente ver o anúncio e clicar no banner, mas se interessar pelo conteúdo e ir em busca dele na loja física.

A Samsung e a agência Cubo, também decidiram entrar de cabeça no universo da publicidade mobile com campanha para divulgar a parceria entre a empresa sul-coreana e o serviço Google Play Música, com a oferta de seis meses gratuitos do serviço ilimitado para consumidores que adquirissem um smartphone de uma das principais linhas da marca. A estratégia de mídia teve como foco pessoas na janela de compra de um novo smartphone, com segmentação feita a partir da visita a lojas de concorrentes e de operadoras de telefonia celular em todo o Brasil.

Com a tecnologia In Loco, 7.729 pessoas visitaram lojas da Samsung em até duas horas após clicarem no anúncio, sendo a loja do Shopping Center Norte (SP) a mais visitada, tendo recebido 172 visitas por conta da campanha.

shopping

A tecnologia da In Loco em um shopping center. As linhas com vários pontos são as rotas que o usuário realizou, calculadas pela tecnologia que utiliza os sinais do acelerômetro. O ponto verde é a localização real do usuário.

Retargeting off-line: o retorno ao cliente

Entender o público que é atingido pela publicidade e que a consome vai muito além de fazê-lo apenas no plano online. O comportamento das pessoas só pode ser avaliado com precisão se levarmos em conta os hábitos online e off-line que elas possuem: desde os lugares que frequentam até as buscas que fazem por produtos de seus interesses. É preciso definir e compreender o público-alvo do início ao fim. Por isso, o retargeting off-line é fundamental para acompanhar todo o processo de compra do consumidor. O retargeting off-line é muito parecido com o retargeting da web, onde o usuário é impactado por uma marca após visitar o site da mesma, só que considera visitas a locais físicos.

Enquanto o mecanismo do pré-targeting analisa possibilidades de interação do público com uma marca e o in loco busca influenciar o momento da compra, o retargeting une todas as informações possíveis para atingir exatamente as pessoas que estão buscando um determinado produto. O retargeting analisa o comportamento anterior do cliente para compreender seus interesses e, a partir desses dados, desenvolver uma maneira de atingi-lo no futuro. É uma forma de resgatar as pessoas que estiveram em contato com o produto da marca ou similares para, então, influenciá-las a adquirir o que a marca pretende vender.

É possível unir os três mecanismos em uma única campanha. Com o pré-targeting, segmentar o público propenso a interagir com o anúncio; enviar a publicidade quando o consumidor estiver no local da compra com o in loco e continuar interagindo quando ele não estiver mais no estabelecimento a partir do retargeting.

hand

Métricas exclusivas
O mercado off-line ainda representa mais de 90% de todas as vendas que ocorrem no mundo, mas trata-se de uma realidade que sempre foi muito carente de métricas quando o assunto é publicidade. No mobile, tendência que vem se consolidando principalmente por fornecer maior precisão, é possível trabalhar com métricas que não eram disponíveis nesses outros canais, fornecendo um leque muito maior de informações que auxiliam o cliente a compreender o consumidor e entender como a publicidade é assimilada.

A união entre o universo mobile e a tecnologia de localização indoor permite a utilização de métricas até então exclusivas do mercado online, como visitas (a locais físicos) e a duração delas, além da relação entre novos visitantes e frequentadores recorrentes. Métricas ainda mais avançadas estão sendo desenvolvidas na plataforma mobile, analisando também o comportamento off-line do consumidor. Para clientes do segmento automotivo, por exemplo, a In Loco Media é capaz de mensurar a quantidade de test drives realizados pelo público impactado por uma campanha, ao contabilizar as pessoas que foram a concessionária e depois saíram por alguns minutos de carro, voltando logo em seguida.

Diferentemente da inferência, método utilizado por todas as empresas do mercado e que contabilizam usuários que chegaram a até 500 metros de uma loja, o ato de mensurar revela quem de fato frequentou um determinado local e é uma funcionalidade exclusiva da In Loco Media. O grande diferencial da In loco ao mensurar essas visitas é a exatidão, possibilitada pela localização indoor, tecnologia que utiliza métricas precisas e permite a validação da visita com 100% de certeza.

note

Futuro

A In Loco Media vem investindo fortemente em seu crescimento para se tornar uma empresa global. Em 2016, irá abrir operações nos Estados Unidos e Europa, bem como lançar vários novos produtos como a sua DMP mobile, sua plataforma de Push Notifications para Apps de varejo e marcas, e sua plataforma de mídia self-service voltada para pequenas e médias empresas.

O diferencial dos dados

O uso dos dados da In Loco Media geram resultados 1.000% melhores que a média do mercado mobile, desde taxa de cliques a conversões em visitas a locais físicos.

Entenda a diferença:

tabela

* no padrão OpenRTB é impossível saber em que momento o dado foi coletado e a sua precisão **de acordo com a DMP americana placeiq, 67% dos dados de geolocalização na mídia programática são fraudados
Publicidade